Meu carrinho de compras
Carrinho Vazio

Muda de Tamareira Tâmara com 2 metros Phoenix Canariensis

0 Opiniões

Não disponível

Enviar
Avise-me quando estiver disponível
Descrição Geral

Muda de Tamareira com 2 metros

 

A Tamareira das Canárias (Phoenix Canariensis)

BELAS MUDAS DE TAMAREIRA DAS CANÁRIAS

 - PRODUZ EM 3 ANOS

 

Nome científico: Phoenix canariensis.

Nomes Populares: Tamareira-das-canárias, Palmeira-das-canárias, Palmeira-tamareira.

Muda de de Altíssima Qualidade, Resistente a pragas e Super Produtivas 

Planta produzida pelo método de clonagem, garantindo a produção precoce de frutos!

Clima: MediterrâneoSubtropicalTemperadoTropical

 

Nossas mudas são super produtivas!

A segunda imagem corresponde exatamente a nossa planta.

Enviamos até 20 produtos no mesmo frete.  

Aproveite e compre junto: Vasos, Substratos, Adubos e Fungicidas!

Nossas embalagens são específicas  para transporte de plantas.

 

Descrição geral:

A tamareira-das-canárias é uma palmeira robusta e muito rústica. De tronco único, com cerca de 70 a 90 cm de diâmetro, ela pode alcançar 20 metros de altura. Apresenta folhas pinadas e longas, com folíolos afilados, de coloração verde-brilhante. Ao cair, as folhas deixam parte de suas bainhas fixas ao tronco, que torna-se ambiente ideal para muitas epífitas se não for removido. As flores são pequenas e brancas reunidas em grandes inflorescências e dão origem a frutos alaranjados do tamanho de azeitonas, do tipo drupa, muito apreciados pelos pássaros.

Devido à sua imponência, a tamareira-das-canárias não é indicada para pequenos ou médios jardins residenciais, pois acaba de certa forma reduzindo o imóvel pela proporção. Sua beleza é muito valorizada em parques, avenidas e grandes jardins residenciais ou de empresas. Apresenta crescimento moderado a lento. Uma curiosidade: Na ilha de La Gomera, nas Canárias, os nativos extraem a seiva da tamareira para produzir uma espécie de mel de palmeira, vendido no comércio local. Esta extração é realizada através de incisões no caule, que não matam a planta.

Devem ser cultivadas sob sol pleno, em solo fértil, leve e enriquecido com matéria orgânica, com regas regulares durante o crescimento. Planta tipicamente tropical, requer calor para o seu pleno desenvolvimento. Em regiões temperadas podem ser cultivadas em vasos que são levados à estufa no inverno. Tolerante a seca e a salinidade do solo. É usual a poda das folhas inferiores, para estimular o crescimento apical e reduzir o volume da copa. Multiplica-se por sementes.

 

Dicas para o cultivo

 

Cultivo no solo

Escolha bem o local (cultive em sol pleno)

Para cada planta faça uma cova de 40cm de  largura e 80cm de altura.

Misture bem a terra com adubo orgânico ou NPK 10-10-10, para garantir o solo sempre úmido e acrescente também  bastante folhas secas ou capim.

Dica de adubo orgânico: Mistura em partes iguais de torta de mamona com farinha de osso, húmus de minhoca, calcário para correção do PH do solo (EXCETO PARA MIRTILOS).

Outra opção de mistura é esterco de codorna (alta concentração de nitrogênio) com folhas secas.

Preencha a cova com essa mistura adubada. Importante deixar a mistura bem fofa para facilitar o crescimento das raízes.

Plante a muda como seu torrão e tenha cuidado para não enterrar demais o seu tronco.

Regue a planta 1 vez ao dia nas primeiras 2 semanas, depois regue somente 2 vezes por semana.

Faça a poda de contenção sempre que houver necessidade.

Adube a sua planta 3 vezes ao ano com adubo orgânico para não compactar o solo.

Siga essas dicas e você terá sua planta sempre saudável e produzindo flores e frutos.

 

Cultivo em vasos

Hoje em dia é possível plantar quase todas as mudas em vasos com essas dicas!

 

Tamanho ideal de vaso: 50 Litros

Drenagem: No fundo coloque uma camada de 8cm de brita (pedra de construção) e para drenar bem a água adicione mesma medida de areia de obra.

Complete o vaso com a mistura de terra adubada na proporção de: 70% de terra vegetal com  30% de fibra de coco misturado com adubo orgânico que pode ser húmus de minhoca ou esterco de codorna misturado com farinha de osso com torta de mamona ou NPK 10-10-10 misturado com folhas secas.

Plante a muda como seu torrão e tenha cuidado para não enterrar demais o seu tronco.

Cubra a terra com argila expandida para não compactar a terra deixar sempre as raízes úmidas.

Regue a planta 1 vez ao dia nas primeiras 2 semanas, depois regue somente 2 vezes por semana.

Exposição ao Sol de pelo menos 4 horas por dia. 

Faça a poda de contenção sempre que houver necessidade.

Adube sua planta 3 vezes ao ano.

Siga essas dicas e você terá sua planta sempre saudável e produzindo flores e frutos.

 

Ficha técnica
Código 455
Categoria FRUTÍFERAS
Avaliações

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.